quinta-feira, 16 de março de 2017

Nordeste: Cordel, Repente, Canção | 1975



''Nordeste: Cordel, Repente, Canção" é um filme de Tânia Quaresma que apresenta diversos aspectos da arte popular nordestina. Viajando pelo interior de diferentes Estados, indo ao encontro de cantadores, repentistas, rabequeiros, emboladores e cordelistas que em suas criações expressavam a força singular da cultura popular nordestina.

O filme coloca diante das câmeras Cego Oliveira cantando ao som de sua rabeca, as crianças Caju e Castanha apresentando emboladas tocadas ao pandeiro, o repentista Pinto do Monteiro dedilhando a viola enquanto versa sobre si mesmo, além de Agapito Correa, construtor de todo tipo de instrumento musical utilizado no interior do Nordeste ( viola, rabeca, rabecão, acordeom, etc). Agapito inclusive apresenta às câmeras a ´´ pancadaria``, instrumento percussivo que ele havia construído unindo tarol, caixa, pratos, pedais e tambor.

A ideia do documentário é ´´ trazer para o nosso mundo urbano, o vasto mundo do povo sertanejo`` segundo a autora, apresentando os músicos tocando nas praças das cidades em que viviam, nas ruas, em meio às feiras ou em suas casas. O filme enquadra em suas cenas diferentes paisagens que fazem parte do universo sertanejo nordestino distantes da pulsação dos espaços urbanos e imprime a dimensão musical destes espaços através da presença dos sons que se fazem por ali entre seus habitantes. Timbres, formas melódicas, harmonias que compõe uma audibilidade própria da região Nordeste.

Além disso, o compositor Zé Ramalho, à época conhecido como Zé Ramalho da Paraíba participou da produção do filme no sentido de estabelecer os primeiros contatos com muitos dos músicos que aparecem ao longo do documentário. Ele também participou da trilha sonora, tocando viola e cantando um martelo alagoano de autoria atribuída à Zé Limeira ( 1886-1854), acompanhado pelo som do tricórdio de Lula Cortes. Durante este período Zé vivia em Recife e estava produzindo o álbum ‘’ Paêbiru: Caminho da Montanha do Sol” assinado por ele e Lula Cortes e lançado pelo Selo Solar em 1975.

Este filme foi copiado em DVD mediante autorização legal da Cinemateca da Fundação Joaquim Nabuco-PE durante a realização da pesquisa de mestrado em história ‘’ A caminho do planetário: uma história das paisagens sonoras e poéticas de um Nordeste Psicodélico ( Recife 1972-1976)” do historiador Henrique Lopes, que está sendo finalizada na UFRN e será publicada em breve.

Créditos:
Companhia(s) produtora(s): Filmcenter Cinematográfica Ltda.; VASP
Produção: Quaresma, Tânia
Direção de produção: Ramalho Jr., Francisco

Produção - Dados adicionais
Financimento/patrocínio: VASP; Embrafilme - Empresa Brasileira de Filmes S.A.
Gerente de produção: Ramalho Jr., Francisco
Motorista: Antônio; Davino

Companhia(s) distribuidora(s): Embrafilme - Empresa Brasileira de Filmes S.A.

Roteiro: Quaresma, Tânia

Direção: Quaresma, Tânia

Direção de fotografia: Kodato, Lúcio
Câmera: Kodato, Lúcio; Quaresma, Tânia
Assistência de câmera: Malzoni, Zetas; Nunes, Francisco Balbino

Direção de som: César, Antônio
Som direto: César, Antonio
Mixagem: Goulart, Walter

Montagem: Goulart, Walter
Edição: Goulart, Walter
Assistente de montagem: Cardoso, Nara Adiles

Letreiros: Horta, Maria Rita


Locação: PE; PB; CE



Postar um comentário