segunda-feira, 13 de abril de 2015

Representantes de segmentos culturais debatem ocupação do prédio da MAESA*

A Prefeitura de Caxias do Sul, por meio da Secretaria da Cultura, realizou na tarde de quarta-feira (18/03) mais um encontro para tratar sobre a ocupação do prédio da antiga Metalúrgica Abramo Eberle, a MAESA. Na Bibioteca Parque no Largo da Estação, foram ouvidos os representantes de segmentos culturais da comunidade, sugerindo novas ideias e esclarecendo dúvidas sobre o uso do espaço, que desde janeiro vem sendo trabalhado pela Comissão Especial Temporária para o Tombamento e Ocupação do Prédio da MAESA.


A secretária da Cultura, Rubia Frizzo, iniciou o encontro reforçando a importância do trabalho do Executivo e da Comissão Especial, também relembrou a todos da Lei de Transferência do Estado para o Município. Rubia, fez uma prestação de contas sobre o andamento do trabalho da Comissão, informando sobre as diretrizes definidas até o momento: sustentabilidade ambiental, sustentabilidade econômica e a preservação histórico cultural daquele patrimônio. “Agora o trabalho segue buscando as melhores formas de administrar o espaço, com a criação de um plano diretor e o estudo de um modelo de gestão””, explicou a secretária.



O encontro, que reuniu representantes de segmentos como teatro, artes visuais, cinema, música e coletivos, foi uma possibilidade de participação ativa da comunidade. “”Antes de definirmos o uso final da MAESA, precisamos pensar no conceito fundamental para o qual ela existe, e será utilizada a partir de agora. Precisamos trabalhar para que seja um espaço público de convivência e de apropriação da comunidade caxiense”, se manifestou o escritor, professor e ex-secretário municipal da Cultura, José Clemente Pozenato.


Luciano Balen, da área musical, comentou que ”existem diversos interesses no uso do espaço. “ Também temos que pensar na questão história e turística que a MAESA oferece ao município. Esse trabalho deve seguir sendo feito coletivamente e com muito planejamento. Caxias do Sul é uma cidade que precisa de mais espaços culturais e de convivência, porém, mais importante que isso, precisa de formação de público consistente e com vontade de absorver cada vez mais cultura””, destacou.

A museológa Tania Tonet, comentou que ”a MAESA não pode ser pensada em espaços divididos para cada entidade, organização ou interesse específico onde cada um busca um pedaço do prédio. “Esse é um momento divisor de águas em nosso município, pois permite uma construção coletiva que trata antes de tudo sobre qualidade de vida”, argumentou.”

Já a professsora Cleodes Piazza explanou que a MAESA cataliza a esperança, alegria e desejo de fazer o bom uso do espaço, que por muitos anos foi sonhado que voltasse à comunidade caxiense. “A edificação é a síntese da formação da nossa história, e o eixo principal do uso desse espaço deve ser a convivência entre todos””, afirmou.

Outras propostas e sugestões apresentadas foram a criação de um concurso público de arquitetura, realização de fóruns e seminário para debate da ocupação, a inserção social e educativa do espaço, a apropriação do espaço pela juventude, entre outros. “”Não queremos em nenhum momento dar um passo sem o pensamento inteligente e criativo de todos que puderem contribuir com essa construção. A soma de todas as ideias é o que irá trazer o melhor uso possível da MAESA para a população””, finalizou a titular da Cultura, Rubia Frizzo, agradecendo a todos pela participação e colaboração.

Secretaria da Cultura - Departamento de Comunicação - 20/03/2015 | 10:07
Crédito das imagens - ANTONIO LORENZETT

Jornal o Pioneiro - Serra Gaúcha - 14 de Março de 2015


Tenha acesso à suas informações de navegação.


Devido às tecnologias digitais as estratégias de marketing e controle informacional nunca estiveram tão avançadas. Tudo graças a você! Sim, alimentas uma rede informacional através do seu histórico de navegação, e para quem utiliza os serviços e plataformas da maior rede social do planeta, Facebook, as curtidas e adições de contato geram gráficos e enquadramento do seu grupo de interesses. Através deste link podes aprender como salvar em documento tudo que já informasses a esta rede empresarial. Além da surpresa ao perceber o quanto meus acessos e curtidas revelam sobre mim, foi bem legal rever certas postagens que geraram diversas reações dos colegas e amigos em minha timeline, abaixo segue alguns posts. ;)

Quinta, 30 de outubro de 2014 às 22h43 UTC-03

Hoje numa parada de ônibus na gringolândia passam os imigrantes negros. Alguns segundos de silêncio e uma senhora exclama ao meu lado olhando pra mim: - Mas como tá cheio de gente de fora em caxias, só falta vir os nordestinos tudo pra cá também. - Se fosse um tempo atrás eu ia ficar acamado por uma semana, como já aconteceu algumas vezes mas desta vez foi bem diferente, respirei fundo e disse: - Pois é...CUIDADO QUE ELES VÃO TE PEGAAAAAARR!!!! - E dei um abraço nela. -Mas tu tá lôco??? disse ela. Nunca tinha visto um rosto tão vermelho em meio a risada dela e de todos que estavam perto.

Terça, 3 de junho de 2014 às 21:39 UTC-03
Encontro uma colega no ônibus agora no meio da noite: Ela: Olá! Vi seu face, você é poeta né? Eu: Não. Ela: Você é fotografo então. Eu: Muito menos. Ela: E você é o que então? Eu: E eu sei lá, isso é hora de ficar fazendo pergunta difícil? Ficou brava e nem me add.

Sábado, 3 de maio de 2014 às 10:01 UTC-03
Dois momentos sinalizam que meu dia começou. O barulho dos caminhões na BR e um quase pontual doce perfume que sinto quando ela passa pela janela do apartamento. As vezes o tom do seu salto no degrau da escada me diz se seu dia será apressado ou ordinário, outras vezes o som de suas pulseiras revela sua provável alegria. Certeza só do perfume que não muda. Sempre exito em olhá-la pela janela... talvez seja o receio de confrontar com a realidade minha imaginação ou não correr o risco de sair perdendo logo no começo do dia.

Quinta, 24 de abril de 2014 às 17:33 UTC-03
Pareço legal...e sou mesmo. Quando alguém fala errado perto de mim eu falo tchómbein.

Domingo, 8 de setembro de 2013 às 23:17 UTC-03
Acho que existam três tipos de pessoas. As interessantes, as interessadas e as interesseiras. Veja seus hábitos e qual tipo de pessoa tens atraído por identificação. Boa semana gente!

Quarta, 4 de setembro de 2013 às 22:13 UTC-03
Meu caro Drummond, falasses que nunca esquecerás aquela pedra no caminho Eu também não...ela estava no meu arroz. Aí Pessoa, também juntarei todas as pedras, farei uma dentadura.

Sábado, 13 de julho de 2013 às 19:10 UTC-03
Cantada Barry White. - Hey linda, vais fazer o que no dia do rocks ano que vem? - Sei lá, não sei nem o que vou fazer amanhã? Por que? - (Fazendo cover Barry White) "pudia" fazer 1 ano de namoro comigo não é meu bem? "ó as ideia"

Sexta, 21 de junho de 2013 às 16:23 UTC-03
Lembrem-se os nazistas queimaram o parlamento alemão, depois livros, depois seres humanos.

Quarta, 19 de junho de 2013 às 01:57 UTC-03
 “O Gigante acordou” ... Não haveria lema melhor para este movimento. Gosto da expressão, me remete aos gigantes dos contos e das histórias infantis, sempre acompanhado por um anão sentado em suas costas comandando sua força bruta, quando não, sendo expressado por uma doçura ingênua, refletindo a incompreensão da força que possui. Anão em nossa história política não falta, nem uma gentil docilidade a muito atribuída como característica do ser brasileiro. É um movimento que faz pensar a série de novidades nela constida. Mobilização em rede, partidos e sindicatos indo a reboque, sites de expressão crackeados “anonimamente”, empresas liberando suas senhas de wi-fi, gráficas imprimindo gratuitamente cartazes, pais levando suas crianças para as passeatas. Levar crianças para uma luta nada mais é que o desejo que ela perpetue uma prática, é muita fé no futuro e no funcionamento das instituições. Os da velha guarda veem isso com muita desconfiança já que o habitual é a presença de um líder que construa a pauta de reivindicações e a apresente aos legisladores e afins. O fim de tudo isso sempre foi uma eleição e o líder com mandato resultante do prestígio adquirido, esfriando sua relação com o movimento e pelos seus pares de representação. Quer dizer, sem nada mudar e ficar por isso mesmo. Temos os políticos mais folgados do planeta, e não duvidem, eles são muito bem tratados para gerir com mais docilidade o interesse dos seus investidores. Afinal tudo tem um preço, e quem paga a festa é o cidadão comum. Não dá pra ficar dormindo com tanto desmantelo. 500 anos depois “O Gigante acordou” e se ele não sabe o que quer ainda, vamos esperar um pouco mais, já que sabemos muito bem o que ele não quer.

Segunda, 17 de junho de 2013 às 22:29 UTC-03
O Brasil lutando por moralidade e você ai...me mandando joguinhos.

Quarta, 12 de junho de 2013 às 19:38 UTC-03
"Solteiro? Mas tão inteligente e tá sem namorada." "Minha cara, se inteligencia ajudasse Stephen Hawking seria mais ativo que Calígula" Da série "Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa"

Quinta, 31 de janeiro de 2013 às 17:34 UTC-02
Aviso aos guias de Maceió. Seria bem bacana se mostrassem ao turista que chega na capital alagoana as obras de Graciliano Ramos, os discos do Djavan, do Hermeto Pascoal, a atual cena musical, a Casa do Jorge de Lima, as obras do Pierre Chalita etc, etc.. Sempre que digo que sou de Maceió acontecem duas coisas. A primeira: Explico que não fica perto de Belém e nem fica no maranhão. A segunda: Escuto a admiração dos que conhecem nossas praias, mas a alegria dura pouco e vem a fatal conclusão "Eu vi a casa do PC Farias". =/ Um dia melhora. Vamos que vamos.

Sexta, 7 de dezembro de 2012 às 14:12 UTC-02
Caxias do sul, do sol que arde, do frio que paralisa o sangue, da chuva e do abafado, pois é...só os fortes sobrevivem.

Quinta, 27 de setembro de 2012 às 00:14 UTC-03

"Que separatistas que nada, nós lutamos para fazer parte do Brasil" Prefeito de Caxias do Sul José Ivo Sartori na abertura do VII Fórum de Turismo de Caxias do Sul