sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Pajuçara - Do Festival do Mar a Festa das Águas

A foto que ilustra o texto é de Lú Santos na apresentação do Coletivo AfroCaeté
na Festa das Águas no dia 08 de dezembro de 2011

Na cidade de Maceió no ano de 1983, foi realizado o I Festival-do-Mar, sua intenção era o aumento do fluxo turístico na primeira quinzena de dezembro em três anos consecutivos. O festival existiu até 1985.

Em cada ano era organizado 11 dias de programação cultural na orla da pajuçara, nas Piscinas Naturais, em sete coqueiros e no circo cultural.

O curioso de ver essa história é que ela começava no dia 08 de dezembro dia de Nossa Senhora da Conceição e de Iemanjá. Neste festival as celebrações da religiosidade Afro cabiam perfeitamente no planejamento e na programação do Festival como um espetáculo da religiosidade popular colorindo o mar de pajuçara com flores e deixando no ar o aroma de alfazemas.

Na extensa programação dos 11 dias de festival os religiosos se encaixavam no primeiro dia de atividades da seguinte forma:

17h – Início da Homenagem a Iemanjá
Local: Ao longo da praia de Pajuçara
Obs.: Exibições de Terreiros ao longo de toda a Enseada até às 23h.

Outra curiosidade foi ver na programação do Festival de 83 a existência de dois Maracatus, um do Colégio Théo Brandão e o outro da Escola Técnica Federal de Alagoas, diminuindo um pouco o hiato existente desta manifestação em nossa capital do Quebra de 1912 aos dias atuais.

Pelo que vemos nem sempre as coisas melhoram com o deslocamento do tempo, infelizmente hoje os grupos da religiosidade tem que buscar na justiça a prática de sua fé, celebração que poderiam parte de nossas paisagens e no inicio do verão em Alagoas dando visibilidade ao nosso povo e maior consistência na relação com quem nos visita, fazendo valer assim a razão de ser do turismo como fator de socialização entre as diversas formas de ver e perceber o mundo.

Tem alguém daquela época ai para confirmar?...rs...abraços

Referencia: História do Turismo em Alagoas – Luís Veras Filho

Nenhum comentário: